quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Quem se importa?


A gente se arruma por fora pra esconder a bagunça que somos por dentro. 
Tem olheiras por debaixo desse corretivo. Tem uma pele por debaixo dessa roupa, tem um coração por debaixo dessa pele, e tem cicatrizes nesse coração e feridas que ainda sangram. 
Quem liga?
Essas mãos, normalmente usadas para catar os caquinhos do meu eu e montar tudo de novo dia após dia, essas mesmas mãos já pensaram em jogar o conteúdo da pá pela janela. 
Quem se importa?
Meus pés custam aguentar meu peso. Tem um fardo nas minhas costas, acreditei que podia carregar o mundo. Ahh, estes meus pés estão a ponto de chutar o balde. 
Mas entre as minhas quase desistências, eu acabo por lutar. 
Não podemos nos maquiar por dentro, mas é daí? Quem liga para o nosso interior? E então a gente faz um reboco na cara, veste uma roupa bonita e força um sorriso. 
A gente força pra amar recebendo de volta ou não. A gente força pra se manter de pé mesmo com o universo inteiro tentando te derrubar. A gente vai desafiando nossas próprias forças e dando um sentido pra vida. Vira uma competição. A verdade não importa. Vencer é o único foco. 

A gente continua sonhando porque sonhos nos entusiasmam a continuar. Pra ver no que vai dar sabe? E aí vencemos mais uma batalha motivado por um sonho que será sempre um sonho. E só. E então começa mais um dia. E tudo se repete. Colocamos nossa fantasia e corremos pra batalha. 
A gente mantém a fé. Há uma promessa. Algo maravilho e eterno. A gente confia e vai vivendo. 
O lema é : enquanto aqui estivermos, viver é lutar.

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

Sou uma mistura de solidão e medo



Hoje eu sou uma mistura de solidão e medo. Eu amo minha própria companhia, meu mundinho, meu desarrumado, a forma como eu me entendo. Eu amo meu próprio abraço, minha liberdade...  Mas confesso que tenho medo de ser sempre assim; tenho medo de nunca me sentir a vontade com alguém como me sinto comigo mesma. Tenho medo de nunca conseguir deixar alguém entrar, nunca conseguir compartilhar as loucuras do meu mundo interior. Eu agradeço aos céus por eu não precisar de ninguém para me sentir bem, completa e realizada e eu sou mesmo feliz assim, eu amo de verdade minha solidão, minha solteirice, amo tanto que tenho medo. Tem dias que me sento na calçada da minha casa só pra observar os casais passarem. Mãos dadas, sorrisos e olhares apaixonados. Eu eu, eu ainda prefiro me trancar no quarto, escrever poesias, ler livros, colocar séries em dia, dançar de frente ao espelho... Eu, minha companhia, minha solidão, e isso me assusta. Esse desapego sabe? Eu agradeço aos céus por ser assim mas vez ou outra me pego orando para que eu não seja assim pra sempre.

domingo, 24 de dezembro de 2017

DIY: Customizando minha Bíblia



Olá amorzinhos da Taly! Hoje o post será diferente. Tenho recebido muitos pedidos de dicas para personalizar a Bíblia, fazer uma capa nova... Eu procurei algumas dicas na internet mas não encontrei nenhuma como eu queria, então decidi deixar minha inspiração fluir e fazer eu mesma.
Eu simplesmente ameio o resultado e quem acompanhou meus stories do Instagram também gostou bastante, por isso decidi compartilhar com vocês. Usei coisinhas bem baratinhas e fáceis de encontrar, algumas que eu já tinha em casa. Bora lá para o passo a passo?

MATERIAIS USADOS

- Papel contact de 2 cores (1 liso e 1 estampado)
- Fita de cetim
- Adesivos perolados (Comprei numa lojinha de acessórios e bijuterias)
- Cola escolar
- Cola adesiva instantânea
- 1 Lápis de cor que combine com a cor do papel contact
- Cola Glitter
- Tesoura
- Régua
- 2 Folhas sulfite para acabamento


VAMOS COMEÇAR?


quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Eu com você, Jesus




Tu sempre serás o motivo desse meu riso frouxo e torto. 
És Tu quem enfeita a minha alma, e de tudo aqui dentro És Tu a parte mais bonita. 
És tu a minha maior riqueza, a minha herança, a minha essência, a minha motivação, a minha força. 
O vinde após mim mudou a minha vida. Seguir os teus passos foi a decisão mais bonita que já tomei. Me ensinastes a ver mar no deserto, beleza na tempestade, calmaria diante de um caos. 
A minha alma te louva mesmo nas tribulações. Eu digo a ela: não importa o quanto doa, só Adore. 
Entre uma lágrima e outra te ofereço a minha mais sincera adoração. 
Eu me alegro na provação. Me ensinastes a ser assim. Forte embora fraca, feliz mesmo triste. 
És tu a minha inspiração. O motivo da minha alegria, minha paixão.
Quando cansada eu estava de viver o natural veio Tu e me mostrastes o sobrenatural. 

Eu disse Jesus, não quero mais ser igual. 
Se revelou a mim, com toda a sua grandeza e amor sem igual. 
Me perdi na tua graça. No teu amor ousado e eternal. 
És a parte mais bonita que há em mim Jesus. 
E esse meu sorriso, és tu o motivo principal. 

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Cheio de Graça



A questão é: Ser Crente é não poder se divertir? É não poder fazer piada de algo, é ser sem graça? 
Eu digo que ser Crente é ser Cheio de Graça. Literalmente. 
Eu não mudei minha personalidade depois que entreguei minha vida para Ele. 
Eu não falo, eu grito. Não aprendi, nesses 22 anos de caminhada, a rir como uma pessoa normal. Também não sei rir só com a boca, preciso dos meus braços para encenar feito uma louca. Sempre tenho uma resposta criativa para qualquer pergunta. Faço piada de tudo. Eu sou cheia de Graça. Literalmente. E esta Graça me permite ser quem eu sou.
Quem acha que estou perdendo, não sabem nada sobre a Graça. Ah, eu ganhei, meu caro. Porque eu posso viver coisas incríveis, com graça por causa da Graça, e ainda pela Graça posso viver eternamente na Graça, junto com pessoas enGraçadas, cheias da Graça que nos faz achar graça de tudo e Graça em tudo.
Vivendo com Jesus eu sou mesmo uma pessoa enGraçada, não poderia ser outra coisa.